No último domingo, 10/12, a equipe de corrida do Clube Belo Horizonte, CBH Runners, marcou presença, com mais de 50 atletas, na 24ª Volta Internacional da Lagoa da Pampulha. A prova, que marcou o encerramento do calendário de corridas de Belo Horizonte, contou com a  participação de vários atletas e corredores do Brasil e do exterior, percorrendo os 18 km do cartão postal de Belo Horizonte.

Guilherme Barbosa, coordenador do CBH Runners, compartilhou que a corrida representou uma verdadeira prova de superação para a equipe: “Fiquei indo e voltando na orla da Lagoa buscando os alunos durante a corrida para garantir que todos chegassem ao fim. Todos os nossos corredores que largaram completaram a prova, fiquei muito feliz! A volta da Pampulha é essencial, todo corredor que ainda não participou precisa ter essa experiência.”.

O coordenador falou também da importância do apoio do público na orla durante a corrida: “Eles mantêm a motivação dos atletas torcendo por nós, faz toda a diferença!’. 

Guilherme Barbosa, coordenador do CBH Runners e Camila Jaques,atleta do CBH Runners

 

Camila Jaques, atleta do CBH, compartilhou um depoimento muito especial sobre a sua trajetória até a maratona: 

“Esse ano finalmente saiu do papel a meta de correr os 18 km na Volta Internacional da Pampulha. Procurei o Guilherme do CBH Runners em janeiro e falei qual era meu objetivo. Lembro que perguntei se eu tinha tempo hábil para conseguir alcançá-lo em dezembro e todos que estavam em volta riram. Na hora eu fiquei sem entender se estava sendo muito pretensiosa. Mas ele riu e disse que, se eu seguisse os treinos da planilha direitinho, conseguiria correr a Meia Maratona do Rio (21km) em julho. Como boa aquariana que sou e péssima corredora que era, não acreditei muito mas quis pagar pra ver. E não é que deu certo? A Meia não saiu (ainda) por conta de um ligamento lesionado, mas a famosa Volta da Pampulha foi concluída com sucesso e a sensação é boa demais! Nesses doze meses foram muitos áudios xingando o treinador, muita fisioterapia e o questionamento de sempre: ´precisa disso mesmo?´ Hoje eu sei que precisava. O processo de começar a correr é dolorido, é demorado e requer muito esforço físico e mental. Mas a evolução é nítida e muito gratificante!”.

Camila Jaques, atleta do CBH Runners

A corrida foi transmitida ao vivo no YouTube e pode ser assistida pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=-oDczJXAGGA