No último domingo, 22/04, aconteceram as finais do Cifutsal 2018, que consagrou o Senegal o campeão da temporada 2018. No ginásio, arquibancada cheia acompanhando os confrontos finais entre Argentina x Senegal, disputando o 1º e 2º lugares, e entre Brasil x Croácia que brigando pelo 3º e 4º.

O primeiro jogo do dia foi em busca do terceiro lugar e quem ganhou foi o Brasil que derrotou a Croácia de 6×1. “Sou sócio atleta do CBH há dez anos e foi a primeira vez que joguei no futsal. Gostei muito, a organização está de parabéns. Este campeonato gera uma união grande entre as equipes. Minha preocupação está em não perder a data da inscrição do próximo”, disse Pablo Carvalho, o Sorín, jogador do Brasil, que foi um dos destaques.

 

 

O confronto mais esperado do dia foi entre Argentina e Senegal, disputando o primeiro lugar. Em uma partida de emoções, o Senegal obteve um desempenho em quadra que surpreendeu quem acompanhou toda a temporada. Levou a melhor, vencendo a Argentina, numa goleada de 4×1, tornando-se campeão do Cifutsal 2018. O jogador Guilherme Barbosa, um dos destaques do time, falou da conquista: “A humildade do nosso time fez toda a diferença. Não estávamos bem no início do campeonato, mas um foi apoiando o outro e mostramos que futebol se faz dentro de quadra”.

 

Na arquibancada, as famílias torceram muito pelos atletas. “Gosto muito de estar presente seja no Cifutsal ou no Cifuca, sempre venho torcer, participar com meus filhos que adoram ver o pai jogando”, comentou Ana Lúcia, sócia há sete anos do CBH, esposa do Silvinho, jogador da Croácia, que esteve presente durante toda a temporada do Cifutsal 2018.

 

 

“Acompanhei todos os jogos e valeu a pena acordar cedo, para estar aqui assistindo. Confesso que foi a primeira vez que acompanhei e torci de verdade por um time de futebol. Parabenizo toda a organização do Cifutsal”, comentou Daiana Dias, sócia há dois anos do CBH, esposa do jogador Marcelo Dias, do vitorioso Senegal.

 

 

Após o término dos jogos, as equipes se reuniram para um momento de confraternização e entrega das premiações, no Quiosque Master do Clube.

 

O artilheiro Pedro Lima, o Pedrinho, jogador da Argentina, recebeu o prêmio Bola de Ouro como destaque da temporada e também foi reconhecido como jogador da Seleção – um reconhecimento da organização a todos os jogadores que tiveram um bom desempenho na temporada. “Fico feliz pelos reconhecimentos, mas não ganhei sozinho, jogamos cinco em quadra e todo o time da Argentina contribuiu pra isso, só tenho a agradecer a toda equipe”, comentou.

 

O diretor de Esportes do Clube, Mateus Brandão, comentou sobre a edição do campeonato: “Este foi um dos anos mais disputados e a interatividade entre os sócios foi muito boa. Espero o Cifutsal cresça cada vez mais. Vamos até iniciar uma pelada todo domingo às 8h30, para estimular a participação de mais atletas no próximo ano”.

 

 

Confira as fotos: https://photos.app.goo.gl/yoWaW4gX11QfXk8c2

 

 

Confira a Classificação final Cifutsal 2018:

 

Artilheiro: Pedro Lima

Troféu Bola de Ouro – Pedrinho

Troféu Bola de Prata – Hugo Zauli

Troféu Bola de Bronze – Lucas Cardoso

Goleiro Menos vazado: Paulinho       

Medalha de Honra: Gerusa Euzebio

 

Seleção Cifutsal 2018:

Paulinho

Divino

Pedro Lima – Pedrinho

Lucas

Hugo

Guilherme Barbosa

Hugo Brandão

Alberto Falconi

Vitor

Pablo Carvalho – Sorin

Arthur