CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DO CLUBE BELO HORIZONTE

CIFUCA 2017

CATEGORIA MASTER

 

 

O Campeonato Interno de Futebol de Campo (CIFUCA) de 2017 será dirigido pela Diretoria do Clube Belo Horizonte, que nomeou para sua organização e coordenação uma Comissão Organizadora, doravante também denominada de ORGANIZADORES, encarregada de que a organização do CIFUCA, transcorra na maior transparência possível.

 

Foram designados os seguintes sócios para fazer parte da COMISSÃO ORGANIZADORA:

Rui Cesar

Almir Caixeta

Mateus Brandão

Carlos Peres Caixeta

 

Os ORGANIZADORES terão autonomia para decidir sobre todos os aspectos relativos ao CIFUCA 2017. Os ORGANIZADORES acompanharão o desenvolvimento de todas as partidas e tomarão as decisões caso existam dúvidas relativas ao presente regulamento ou outras que por acaso vierem a surgir no andamento do campeonato, podendo promover adendos e alterações, a qualquer momento da disputa, do presente regulamento, sob a supervisão da diretoria, no sentido de melhoria constante da disputa do Cifuca.

 

As decisões dos ORGANIZADORES deverão ser acatadas e respeitadas por todos os participantes do CIFUCA, mas caberá recurso posterior à DIRETORIA DO CLUBE BELO HORIZONTE, que analisará os casos individualmente e pronunciará a decisão final.

 

É o seguinte o Regulamento que deverá ser considerado por todos os participantes do CIFUCA CBH 2017:

 

CAPÍTULO I

 

A – DA ORGANIZAÇÃO CIFUCA 2017

 

Art. 1º – O Campeonato será disputado por 6 equipes categoria Máster e 6 equipes categoria Sênior que serão definidas através de sorteio.

 

  • 1º – A inscrição só será aceita mediante o pagamento da taxa de R$ 180,00 (cento e oitenta reais), para o goleiro R$ 70,00 (cinquenta reais). É importante citar que o associado inscrito na posição de goleiro ficará proibido de atuar em outra posição. O associado ou convidado, só poderá participar de uma categoria Adulto, Máster ou Sênior.

 

  • 2º – Os goleiros inscritos serão sorteados, um para cada equipe.

 

  • 3º – No caso de contusão do goleiro, na partida já iniciada, o mesmo poderá ser substituído por qualquer outro atleta inscrito no CIFUCA 2017, da sua categoria.

 

Art. 2º – A faixa etária para disputa do campeonato é de 36 anos completos há 49 anos, para categoria Máster e 50 acima para categoria Sênior.

 

Art. 3º – Após o término das inscrições, será feita a divisão das equipes, que serão compostas de 12 (doze) atletas, incluído o goleiro, desde que a quantidade de associados e convidados inscritos possibilite este número.

 

Art. 4º – O Critério para definição das equipes será o SORTEIO ABERTO, sendo que os atletas serão divididos por categoria técnica, a critério dos ORGANIZADORES, e nas suas posições em que estiverem inscritos.

                                   

Art. 5º – A substituição de atletas inscritos e sorteados, por outros constantes da LISTA DE ESPERA obedecerá aos seguintes critérios:

 

     1 – Posição, nível e ordem de inscrição.

     2 – Setores (ofensivo, defensivo), nível e ordem de inscrição.

     3 – Setor, nível igual, à escolha do monitor e atleta fora de lista de espera, que mantenha o mesmo nível, posição ou setor do atleta substituído.

 

NOTA: Caso o atleta de fora, escolhido pelo monitor, possua as características acima do atleta substituído, o mesmo será excluído do torneio e o time perderá a opção de substituição, a julgamento e critério dos ORGANIZADORES. Se no caso em questão o jogador for goleiro, a equipe ficará sem goleiro o resto do campeonato e não poderá colocar outro goleiro nem de outra equipe. As substituições de atletas só poderão ocorrer até o final da PRIMEIRA FASE. Caso ocorra necessidade de substituição após a primeira fase, estas só poderão ser realizadas por motivo de contusão e respeitando somente o primeiro critério de substituição descrito acima.

 

Art. 6º – A inclusão de atletas na lista de espera só poderá ser feita durante a primeira fase.

 

Art. 7º – Os atletas só estarão aptos a participar das partidas se:

 

a) Estiverem quites com a taxa de inscrição, e com a mensalidade, conforme valores definidos pela diretoria, para sócios e não sócios.

b) Fizer controle de pressão em todos os jogos.

c) Atentar para as orientações do profissional de saúde que se encontra no local, quanto aos riscos que o jogador corre se estiver com a pressão acima do normal.

– Em caso de não cumprimento dos requisitos no item b e c devera assinar um termo de responsabilidade.

 

  • B – DA DIRETORIA

 

Art. 8º – O CIFUCA será dirigido pelos ORGANIZADORES, sob a supervisão da Diretoria do Clube Belo Horizonte, observadas as normas previstas neste regulamento e no Estatuto do Clube.

 

Art. 9º – Compostas as equipes, de acordo com o Art. 4º, a Comissão dará nome a cada uma delas, através de sorteio, tendo como base os nomes dos times escolhidos para a disputa.

 

C – DO MONITOR

 

Art. 10º – Cada equipe terá o seu monitor que assumirá a responsabilidade pelo time, com o auxílio dos demais componentes. Os monitores de cada equipe serão nomeados pelos ORGANIZADORES DO CIFUCA logo após o sorteio das equipes.

 

Parágrafo Único:

A função do monitor é:

a) Comunicar aos atletas do time, sobre datas e horários das partidas.

b) Liderar de forma positiva e incentivar a presença de todos os atletas da equipe em todas as partidas.

c) Comunicar para a Comissão do Cifuca 2017, sobre a desistência, contusão e abandono de algum atleta da equipe.

d) Informar aos atletas sobre as regras presentes neste regulamento.

e) Escalar a equipe e fazer as substituições durante as partidas, exceto se, por consenso da equipe, com aceitação do monitor, for designada outra pessoa para isto.

f) Conferir a súmula do jogo após as partidas.

g) Agir com honestidade, principalmente perante a comissão organizadora, e nas possíveis trocas de atletas.

O monitor que por ventura desistir da função, deve comunicar à comissão do Cifuca.

A Comissão pode substituir o monitor no momento que achar necessário.

 

Art. 11º – As partidas do CIFUCA serão realizadas de acordo com tabela geral do campeonato, a ser impressa e entregue a todos os participantes.

 

  • A abertura do CIFUCA, será realizada em uma solenidade e disputa de Torneio Início, com a tabela sorteada momentos antes das partidas.
  • O Torneio Início terá partidas de 15 minutos, sem intervalo. Persistindo o empate o classificado será conhecido através de disputas de pênalti sendo 3 para cada equipes. O  jogo final terá a duração dois tempos de 15 minutos.
  • A equipe vencedora do torneio início ganhará 2 (dois) pontos na tabela de classificação e a vice campeã ganhará 1 (um) ponto.
  • Cartões recebidos e gols feitos no torneio início valem para o campeonato.

 

 

CAPÍTULO II

 

A – DAS NORMAS DISCIPLINARES

 

Art. 12º – O Campeonato será regido pelo presente regulamento.

 

  • 1º – À Comissão Organizadora, caberá a aplicação de penalidades, em número de jogos, para quaisquer ocorrências, mesmo as que envolvam agressão ou tentativa de agressão física ou verbal contra a pessoa do arbitro, bandeirinhas, companheiros de equipe, adversário, técnicos, membros da comissão de futebol, monitor/mesário, diretores e/ou torcedores, antes, durante ou após os jogos. Os casos considerados mais graves, que extrapolarem as competências do torneio, serão passados à Diretoria para conhecimento e atuação.

 

a) entende-se por agressão física a participação do atleta ou associado em brigas com a ocorrência de “vias de fato”. Entende-se como tentativa de agressão a intenção pública do atleta ou associado em praticar a agressão física.

                 

  • 2º – As equipes poderão encaminhar recursos à Diretoria, que ouvirá a comissão organizadora, sendo a decisão soberana. O recurso deverá ser interposto por escrito em 2(duas) vias, pelo monitor ou por representante indicado por ele, até as 17h 00min do 3º dia útil subseqüente à partida. A entrega do recurso será feita na secretaria, ficando esta incumbida de dar o protocolo. A diretoria decidirá sobre o objeto do recurso até a 6ª feira subseqüente à partida. A equipe envolvida no recurso terá amplo direito de defesa.

                 

Art. 13 – O atleta inscrito que faltar a 2 partidas , sem justificativa prévia ao monitor, será eliminado da competição e substituído por um atleta da lista de espera, conforme art. 6, desde que previamente solicitado pelo monitor, à COMISSÃO ORGANIZADORA. A solicitação deve ser feita até 72hs antes da partida, por escrito.

 

Art. 14 – Somente será permitido o uso de tênis soçaite e chuteiras com travas de borracha na competição, ficando proibido o uso de chuteiras com travas de metal. O atleta flagrado usando esse acessório será excluído da partida até que providencie a troca do calçado. A avaliação dos calçados caberá exclusivamente ao árbitro da partida.

 

 

B – DAS REALIZAÇÕES E HORÁRIOS DAS PARTIDAS

 

Art. 15º – As partidas serão realizadas aos sábados, conforme horários abaixo:

  • 1ª partida – às 08hs 30min;
  • 2ª partida – às 09hs 40min;
  • 3ª partida – às 10hs 50min;
  • 4ª partida – às 12hs 00min;
  • 5ª partida – às 13hs 30min (Quando for o caso)
  • 6ª partida – às 14hs 50 min (Quando for o caso)

                                  

  • 1º – Alguma partida poderá, eventualmente, ser realizada à noite, no meio da semana ou em feriado, em caso de força maior ou se a tabela assim o exigir;

 

  • 2º – Haverá uma tolerância máxima de 15 (quinze) minutos para o início da 1ª partida. Além deste tempo ficará a equipe infratora, ou ambas, sujeitas à perda dos pontos.

 

Art. 15º – Cada partida na categoria Máster e Sênior terá a duração de 60 (sessenta) minutos, divididos em 02 (dois) tempos de 30 (trinta) minutos cada, com 10 (dez) minutos de intervalo.

 

Art. 16º – O número de atletas para a realização da partida é de 09 (nove), incluindo-se o goleiro, nos moldes do futebol soçaite. Será admitido o número mínimo de 05 (cinco) jogadores de linha para a realização de uma partida.

 

  • 1º A equipe que no transcorrer de uma partida, antes do final do 1º tempo, por qualquer motivo, apresentar número abaixo de 06 (seis) atletas, incluindo o goleiro, será considerada perdedora por WO se estiver vencendo ou empatando esta partida. Caso a equipe infratora esteja perdendo a partida no momento da paralisação o placar naquele momento será mantido em favor do seu adversário e perderá 1 (um) ponto.

 

  • 2º – A equipe que não apresentar número mínimo de 05 (cinco) atletas de linha será considerada perdedora por WO e perderá 1 (um) ponto na tabela de classificação, sendo destinado à equipe vencedora o placar de 1 X 0 e os 3 pontos daquela partida.

 

  • 4º – Casos omissos a este regulamento ou de abandono deliberado do campo de jogo ou por provocação deliberado de WO por qualquer equipe serão julgados pelos ORGANIZADORES, cabendo recurso para a equipe infratora à DIRETORIA DO CBH.

 

C – DA ARBITRAGEM

 

Art. 17º – As partidas serão conduzidas por árbitros de nível dos formados na FEDERAÇÃO MINEIRA DE FUTEBOL, que apitarão as partidas conforme regulamento. Os árbitros serão contratados pela COMISSÃO ORGANIZADORA que optará pela contratação de mesário.

 

  • 1º – Na ausência do juiz contratado, por qualquer eventualidade, a COMISSÃO ORGANIZADORA, através de seus membros presentes, em comum acordo com os capitães das equipes, indicará um substituto.

 

  • 2º – As cobranças de faltas obedecerão aos seguintes critérios:

 

a) Será sempre cobrada em tiro livre direto, com formação de barreira, esta postada a 9 m (nove metros) do local de cobrança da falta;

 

Art. 18º – O atleta expulso pelo juiz NÃO poderá ser substituído na partida e fica automaticamente suspenso da próxima partida de sua equipe.

 

Art. 19º – Serão permitidas quantas substituições forem necessárias, e o atleta substituído poderá retornar à partida que se encontra em andamento.

 

D – DOS DEVERES DOS ATLETAS

 

  • Tratar com o devido respeito o seu companheiro de equipe e os seus adversários;
  • Apresentar para as partidas de sua equipe devidamente uniformizadas (camisa, calção e meia), sob pena de perda do (s) ponto (s) por parte de sua equipe;
  • Comparecer a todas as partidas, sob pena de eliminação da competição;
  • Atuar sempre visando o bom desempenho do plantel;
  • Respeitar as decisões da COMISSÃO ORGANIZADORA, do monitor ou capitão de sua equipe, do árbitro e mesário da partida.

 

  • 1º – Das penalidades a que estarão sujeitos os atletas:

 

a) O atleta que faltar a duas partidas sem justo motivo ou prévio aviso ao seu monitor poderá ser eliminado da competição, isto após parecer da COMISSÃO ORGANIZADORA.

b) O árbitro poderá advertir um atleta com o cartão amarelo. Se o atleta receber o segundo cartão amarelo na mesma partida, receberá automaticamente o cartão vermelho, anulando os dois cartões amarelos.

c) O atleta penalizado com o cartão vermelho será eliminado da partida e não poderá ser substituído por outro atleta.

d) O atleta penalizado com cartão vermelho ficará suspenso automaticamente na próxima partida a ser disputada pela sua equipe.

e) O atleta penalizado com o cartão vermelho, por agressão ou ato atentatório à moral e aos bons costumes, poderá ser eliminado da competição em curso, podendo inclusive ser proibido de participar de competições futuras, mediante parecer da DIRETORIA DO CBH, além da incursão nas penalidades previstas no Estatuto do Clube.

f) O atleta penalizado com 3 cartões amarelos em partidas consecutivas ou alternado ficará suspenso automaticamente da partida da rodada seguinte àquela em que recebeu o terceiro cartão amarelo.

g) Os cartões amarelos só serão zerados após o término da PRIMEIRA FASE.

h) Após o início da partida, o goleiro em caráter exclusivo, poderá ser substituído por um integrante da equipe, porém o goleiro não poderá participar no jogo em outra posição. É proibido o uso de atletas que não estejam inscritos na equipe ou no torneio, na sua categoria.

i) Na ausência de goleiro no dia do jogo, a equipe poderá colocar outro atleta da posição de outra equipe, devidamente inscrito no Torneio, na sua categoria, como goleiro.

j) No caso da substituição do goleiro por atraso ou ausência, por um atleta de outra equipe, os cartões recebido por este atleta serão transferido para o goleiro da equipe.

k) O goleiro (substituto) só poderá atuar, além do seu jogo, em mais uma partida em outro time na mesma rodada, devendo alternar sua participação em outros times pelo período de uma rodada; a não observância da presente norma implicará a perda dos pontos da partida.

l) Durante uma partida, no caso de contusão, o goleiro só poderá ser substituído por outro elemento da equipe de acordo com os critérios observados nos itens anteriores, desde que inscrito no CIFUCA e que seja da mesma categoria.

m) Caso algum atleta dispute uma partida em que deveria estar cumprindo suspensão, a sua equipe perderá os pontos que por ventura tenha ganhado nesta partida. Este(s) ponto(s) SERÁ (o) transferido(s) para a equipe adversária.

 

CAPÍTULO III

 

A – DAS NORMAS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

 

Art.20º – Os critérios abaixo escritos prevalecerão para toda a disputa.

 

  1. No caso de vitória, a equipe computará a seu favor 3(três) pontos e, no caso de empate, 1(um) ponto.
  2. No caso de duas ou mais equipes chegarem empatadas em pontos ganhos nas 1ª e 2° fases da competição, o critério de desempate obedecerá a seguinte ordem:
    1. Pelo maior número de vitórias;
    2. Pelo maior saldo de gols;
    3. Pelo maior número de gols marcados;
    4. Confronto direto.
    5. Sorteio

 

Obs. Para a partida final Caso termine empatada a partida, haverá prorrogação, dois tempos de 10 (Dez) minutos cada, sem o recurso do Gol de Ouro. Persistindo o empate, haverá cobrança de 05 (Cinco) pênaltis por equipe em série alternada; persistindo o empate, um de cada equipe, até se conhecer o vencedor.

 

B – DAS FÓRMULAS DE DISPUTA

 

1ª Fase Classificatória

As equipes serão divididas em 2 grupos (Grupos 1 e 2) de 4 equipes. Jogam-se primeiro um grupo contra o outra e depois contra os times dentro do próprio grupo, totalizando 7 jogos para cada equipe. As 3 equipes melhores colocadas de cada grupo, estarão automaticamente classificadas para a próxima fase (obedecendo-se os critérios de desempate) e serão organizadas de acordo com a sua pontuação final.

 

2ª Fase – Quartas de final

As equipes serão divididas em dois grupos de três equipes, obedecendo o seguinte critério. Grupo A: 1° geral, 4° geral e 6° geral. Grupo B: 2° geral, 3° geral e 5° geral. As equipes jogam dentro do próprio grupo e classificam-se as duas equipes mais bem colocadas (obedecendo-se os critérios de desempate).

 

3ª Fase Semifinal

Na segunda fase, as quatros equipes classificadas, se enfrentam em dois jogos, da seguinte forma:

  • Primeira partida: 1° do grupo A X 2° do grupo B
  • Segunda partida: 1º do grupo B X 2° do grupo A

Obs.: A ordem dos jogos será divulgada na tabela.

Em caso de empate nos pontos e saldo de gols nos dois jogos, a equipe melhor colocada durante a primeira fase estará classificada.

 

4ª Fase Final

Os vencedores farão a Grande Final em partida única. Na final, em caso de empate haverá prorrogação, com dois tempos de 10 minutos, com intervalo de 5 minutos. Persistindo o empate, haverá cobrança de 5 pênaltis alternados.

 

 

C – DA PREMIAÇÃO

 

Art. 21º – A premiação será a seguinte:

  1. 1º Lugar: Um troféu (que ficará na sala de troféus do CBH) e medalhas para os campeões.
  2. 2º Lugar: medalhas para os vice-campeões.
  3. Bola de ouro – Um Troféu
  4. Bola de prata – Um Troféu
  5. Bola de bronze – Um troféu
  6. Melhor Goleiro – Um troféu
  7. Artilheiro do campeonato – Um troféu.

 

Para definição do melhor goleiro, serão considerados apenas aqueles que obtiverem um mínimo de 80% de participação nos jogos de sua equipe. O melhor goleiro será escolhido pela comissão organizadora.

 

Art. 22º – Os troféus que premiarão os vencedores do CIFUCA serão entregues ao final da última partida em solenidade a ser programada pela COMISSÃO ORGANIZADORA e a DIRETORIA DO CLUBE BELO HORIZONTE.

 

Belo Horizonte, abril de 2017.