Jogo Pré-Mirim

Jogo Pré-Mirim

Mais um Cifuzinho concluído com sucesso e muita emoção neste último sábado, 19/11! O campeonato envolveu mais de 106 atletas mirins nas tardes de sábado no gramado do CBH. Com as torcidas cheias, as famílias fizeram festa com muita comemoração. Deu Brasil no Pré-Mirim com vantagem sobre os EUA no empate de 0x0, e também Brasil no Mirim com placar de 2×1 sobre a Croácia. Já no Infantil o time dos EUA levou a melhor com placar de 2×0 sobre a Croácia.

Jogo Mirim

Jogo Mirim

 

Ricardo Marinho (Sorriso), pai do Lucas Valadares (Luquinha), zagueiro do time do Brasil na categoria Mirim, comentou ao final: “É uma emoção estar presente vendo meu filho, o Clube proporciona isso. É um evento que é bem esperado todos os anos para confraternização. Um pouquinho de competitividade que também faz bem, aprender a ganhar e a perder sempre com respeito”.

“Eu achei o jogo bom, foi muito disputado, mas deu a lógica. Gostei de ser tricampeão no CBH”, completou Luquinha, feliz de ter conquistado mais um ouro no Cifuzinho.

Lucas Valadares (Luquinha), zagueiro do time do Brasil na categoria Mirim e o seu pai, Ricardo Marinho, conhecido como Sorriso

Lucas Valadares (Luquinha), zagueiro do time do Brasil na categoria Mirim e o seu pai, Ricardo Marinho, conhecido como Sorriso

A final do Cifuzinho também contou com a presença feminina mostrando muita bola no pé. Michele Dias e Rafaela Alves disputaram os jogos entre Croácia e EUA na categoria Infantil e as duas atletas mandaram muito bem nas partidas: Michele ganhou o campeonato e Rafaela o troféu de atleta revelação.

Rafaela Alves da Croácia e Michele Dias do EUA

Rafaela Alves da Croácia e Michele Dias do EUA

“Foi uma mistura de emoção e competitividade. Todo mundo deu o melhor de si e o resultado deu o que era para dar. Ser uma representante feminina nesse campeonato é muito bom. A gente inspira as outras meninas a jogarem, ainda mais no futebol que tem um certo preconceito. Eu acho que depois de ver eu e a Rafa (Rafaela Alves) em campo, muitas meninas começaram a procurar o campeonato, eu acho isso muito legal”, comentou Michele, que jogou como lateral direito (atacante) do time dos EUA.

“Eu tentei quatro vezes e não consegui ganhar um campeonato, no primeiro ela conseguiu”, comemorou, orgulhoso, o pai de Michele, Sidney Magal.

Michele Dias e sua mãe

Michele Dias e sua mãe

Com os olhinhos cheios d’água, Rafaela Alves se emocionou ao falar: “Foi o meu primeiro campeonato, eu gostei bastante. Foi meio puxado mas aprendi muito com os jogos. Mesmo a gente ficando em segundo lugar, eu fiquei muito feliz porque ganhei o troféu revelação e isso é muito importante. Com isso, eu mostrei o poder das mulheres”.

Rafaela Alves da Croácia na categoria Infantil

Rafaela Alves da Croácia na categoria Infantil

“O cifuzinho desse ano foi mais disputado, os meninos estão evoluindo cada vez mais. A cada ano que passa eles ficam melhores. Agradeço a todos os treinadores que fizeram parte juntamente comigo, que me ajudaram com os times, gostei demais do empenho de cada um. Agradeço também a todos os atletas que participaram, espero que ano que vem a gente consiga fazer os jogos no campo inteiro e com mais atletas participando”, comentou o professor de futebol, Renato Melo.

Renato Melo, professor de futebol do CBH ao lado do diretor de Esportes, Rui César, diretor de Sede, Carlos Caixeta (Carlão), Lairson de Assis e o auxiliar técnico de futebol do CBH, Cristiano Amorim.

Renato Melo, professor de futebol do CBH ao lado do diretor de Esportes, Rui César, diretor de Sede, Carlos Caixeta (Carlão), Lairson de Assis e o auxiliar técnico de futebol do CBH, Cristiano Amorim.

“Ano passado eu tinha prometido que faríamos um Cifuzinho melhor e eu fiquei até emocionado de ver como esse ano a meninada desenvolveu com os professores. O torneio foi maravilhoso, os pais se divertiram, os avós, tios e nós também. Com a dedicação desses três meses de campeonato, fechamos com uma festa de confraternização. É uma dedicação muito grande, o mais importante do Clube é isso aí: família junta. Foi maravilhosa toda a torcida. Nós esperamos para o ano que vem que quem estiver no comando dê sequência a esse projeto das crianças. No mais, estou muito satisfeito, com o coração aberto e alegre. Agradeço principalmente a atuação desta Diretoria que nos dá toda liberdade e autonomia para tocar a área de Esportes. Eu procuro desenvolver da melhor maneira possível”, comentou o diretor de Esportes da gestão CBH em frente, Rui César.

Confira as colocações:

Pré Mirim

1 – Gabriel Castro (EUA)

2 – Matheus Brandão (Brasil)

3 – Davi Lopes (EUA)

4 – Benicio Magalhaes (EUA)

5 – Pedro da Silva (Croácia)

6 – Bruno Roberto Lima (Dinamarca)

7 – Rafael Bescate (Brasil)

Troféu Artilheiro: Matheus Brandão (Brasil)

Troféu Craque: Mateus Brandão (Brasil)

Troféu Revelação: Davi Lopes (EUA)

Goleiro menos vazado: Gabriel Castro (EUA)

 

Mirim

1 – Mauricio Pereira (Brasil)

2 – Lucas Campos (Brasil)

3 – Gabriel Henrique (EUA)

4 – Tiago Carvalho (Brasil)

5 – Rafael Magalhães (Dinamarca)

6 – Miguel Morato (Croácia)

7 – Bernardo Sampaio (Brasil)

Troféu Artilheiro: Lucas Campos (Brasil)

Troféu Craque: Gabriel Henrique (EUA)

Troféu Revelação: Miguel Morato (Croácia)

Goleiro menos vazado: Mauricio Pereira (Brasil)

 

Infantil

1 – Caio Henrique (Dinamarca)

2 – Higor Leão (Dinamarca)

3 – Gabriel Rocha (Croácia)

4 – Pedro Lacerda (Croácia)

5 – Gustavo Lopes (Brasil)

6 – João Lacerda (EUA)

7 – Samuel Lucas (EUA)

Troféu Artilheiro: João Lacerda (EUA)

Troféu Craque: Samuel Lucas (EUA)

Troféu Revelação: Rafaela Alves (Croácia)

Goleiro menos vazado: Caio Henrique (Dinamarca)

 

O CBH tem a certeza de que as crianças não vão se esquecer dos momentos marcantes deste campeonato.

Confira as fotos em: https://photos.app.goo.gl/bXyMtW36tE2xbPGT8