No último final de semana, 26 e 27 de novembro, aconteceram os tradicionais Clássicos CBH, com os jogadores do clube disputando amistosos, divididos em seus times do coração: Atlético, América e Cruzeiro.

A disputa que é uma tradição e já se consolidou entre os sócios. “Este é o melhor clube de BH. Frequento há 35 anos e este é um dos melhores jogos. Todo mundo participa sem problemas. Isso faz com que o CBH seja um clube mais social e familiar”, conta Magno Murilo Martins.

Mais uma vez, a torcida também esteve presente e fez toda diferença no clima do jogo.  “Acompanho todos os jogos, principalmente os que o meu esposo joga. Todas as peladas eu sempre chego cedo e estou junto com o time, amigos, torcedores e jogadores. É assim o ano inteiro e ano que vem também vai ser assim”, conta a  torcedora Francisca Alves, esposa do jogador Lenir da Costa.

Os jogadores também aproveitam a confraternização de final de ano para se organizarem em uma bela ação social. “Esses jogos são uma confraternização tradicional. A gente aproveita esse momento e também faz a arrecadação de alimentos para que depois a diretoria faça a doação para alguma entidade filantrópica”, destaca  o coordenador de Esportes Rui César.

A direção do Clube Belo Horizonte parabeniza os jogadores pela iniciativa.

PARTIDAS

No sábado, nas disputas dos times de categoria Sêrnior, quem levou a melhor foi o Atlético sobre o Cruzeiro, com vitórias de 4×3 e 3×1. O Cruzeiro também perdeu a partida para o América, neste dia, por 3×1.

No segundo dia de clássicos a categoria Adulto entrou em campo. A primeira partida de Atlético x Cruzeiro foi disputada pela equipe nível B. O jogo terminou empatado em 2×2, gols feitos por Hugo e Josadaque pelo Cruzeiro e do João e Renato pelo Atlético.

A segunda competição do dia foi entre os times do nível A. O jogo foi bem acirrado e terminou com a vitória do Cruzeiro por 2×0 sobre o Atlético, pela terceira vez consecutiva neste campeonato.

“Gostei desta edição do Clássico. Achei diferente, pois os times foram formados apenas por sócios aumentando o relacionamento e isso é muito positivo”, afirmou Jeferson Nascimento, sócio do Clube há seis anos.

Clique e Confira fotos