A diretoria do CBH agiu corretamente em retirar o pé de manga condenado por laudo da Prefeitura. Após vistoria, foi constatado o risco de desabamento em cima de pedestres ou veículos estacionados no local.

 

A diretoria do CBH agiu corretamente em retirar o pé de manga condenado por laudo da Prefeitura. Após vistoria, foi constatado o risco de desabamento em cima de pedestres ou veículos estacionados no local. A Prefeitura emitiu, então, uma licença para corte e remoção da árvore por parte do clube. “Essa semana, o muro de arrimo estufou, conforme previsto, e a diretoria já iniciou as obras para construção de um novo arrimo”, explicou o coordenador de Sede do CBH, Alexandre Jacks.