No último sábado e domingo, dias 09 e 10/12, o Clube Belo Horizonte encerrou a sua programação esportiva de 2023, com o tradicional “Clássicos CBH”. O gramado foi palco de duelos emocionantes entre os times do coração dos sócios: América, Atlético e Cruzeiro. Os participantes, mais uma vez, marcaram vários gols em campo, mas o que prevaleceu foi a disputa saudável entre amigos, fortalecendo os laços que fazem do CBH um verdadeiro lar.

No sábado, aconteceram os jogos da categoria Sênior e, no domingo, da categoria Máster. Este ano, pela primeira vez, as mulheres também vestiram as camisas de seus times do coração e entraram em campo. 

“O ano se encerra com esses tradicionais jogos entre os times! É a minha primeira vez participando como jogador. Já estive presente outras vezes como torcedor e para mim é uma grande satisfação ter a oportunidade de estar em campo e defender a camisa preto e branco!”, comentou Marco Polo Silva, diretor Tesoureiro do CBH, que jogou pelo Atlético Mineiro.

Marco Polo Silva, diretor Tesoureiro do CBH, que jogou com a camisa do Atlético Mineiro

Já Almir Caixeta, presidente do CBH, e Geraldo Gonzaga, diretor de Esportes, vestiram a camisa azul e branco e defenderam o Cruzeiro em campo.

“Eu estou aqui desde o início deste campeonato. Hoje eu não tinha previsão de jogar e já tinha guardado as chuteiras. Mas, como parte da tradição, entrei em campo! Iriam ser 5 minutos e foram 15”, brincou Almir Caixeta. “O Cruzeiro tem uma história vitoriosa de invencibilidade no Clube”, completou.

“Ninguém quer perder! O pessoal fica animado nos clássicos! E como sempre o Cruzeiro está muito bem: ou ganhamos ou empatamos aqui no Clube. No fim, o jogo foi muito bom e pegado, os dois times com chance de gols. Mas,  o que importa é essa confraternização de fechamento de temporada!”, acrescentou Gonzaga.

Almir Caixeta, presidente do CBH, e Geraldo Gonzaga, diretor de Esportes, que jogaram pelo Cruzeiro

Por sua vez, de forma bem democrática, Carlos Augusto (Cacá) e sua esposa Mariana participaram dos Clássicos por times diferentes, ele pelo Coelho e ela pelo Galo. “Tive o prazer de participar do América Sênior e do Master, ou seja joguei sábado e domingo, foi um final de semana corrido e positivo, ganhamos um jogo e empatamos o outro, porém, apesar do cansaço a alegria de participar dessa brincadeira no Clube, supera tudo! E ainda tivemos pela primeira vez um Atlético x Cruzeiro feminino, no qual minha esposa Mariana jogou pelo Galo e empataram no final, foi ótimo pois todas saíram felizes!”, comentou Cacá.

MULHERES EM CAMPO 

Pela primeira vez, as mulheres também marcaram presença nos Clássicos CBH. 

O time de futebol feminino do clube foi formado esse ano e têm avançado cada vez mais, refletindo não apenas a dedicação das jogadoras, mas também o potencial promissor que estão desenvolvendo em tão pouco tempo.

Larissa Vieira, celebrou a presença das mulheres em campo: “Essa é a primeira geração de futebol feminino acontecendo aqui no CBH. Somos todas unidas, temos uma amizade muito bacana. Só temos a crescer e continuar, não só esse ano, mas nos muitos que vem pela frente.”.

Larissa Vieira, atleta do Futebol Feminino do CBH

Confira os resultados das partidas:

Clássicos Sênior

  • Atlético 3 x 1 Cruzeiro
  • América 3 x 0 Atlético 
  • Cruzeiro 1 x 1 Atlético

Clássicos Master

  • América 1 x 1 Atlético
  • Cruzeiro 3 x 0 Atlético
  • Atlético 2 x 2 Cruzeiro 

Jogo Feminino: Atlético 2 x 2 Cruzeiro

Acesse a galeria de fotos: https://photos.app.goo.gl/Gg2W9xa71rNbGpwz8