No dia 06/11, aconteceu mais um café com novos sócios proprietários, no salão do CBH. Membros da Diretoria e do Conselho do clube entregaram os certificados de titularidade das cotas aos novos sócios. Na ocasião, foi feita também uma homenagem a um sócio antigo, Clifford Dumbar, pela contribuição para o engrandecimento do esporte no CBH.

“Sou sócio do clube desde quando ele era apenas uma casinha. Estou feliz demais com essa homenagem. Aqui, eu fui campeão mineiro e brasileiro de peteca e no América fui deca campeão jogando basquete. Gosto de esporte. Sempre que eu posso venho ao clube, eu sou fominha”, brincou Clifford.

Após a entrega dos certificados, a diretoria conversou com os novos sócios proprietários sobre os direitos e deveres referentes à titularidade da cota, como, por exemplo, o direito a convites para convidados e o dever de votação em assembleia.

Alguns sócios, ao final, pediram a palavra. Julius Cesar Siqueira foi um deles. O novo sócio proprietário quis fazer um reconhecimento ao trabalho da atual gestão: “Todas as diretorias anteriores tiveram a sua importância para o crescimento do clube. Mas salta aos olhos o trabalho da atual diretoria. O CBH teve um grande avanço, com várias obras e melhorias em sua estrutura, consolidação na área esportiva, atividades de integração e dias comemorativos. Essa gestão mudou o clube da água para o vinho.”

Denise Roberta de Assis Calonge, nova sócia proprietária, também pediu a palavra. Ela quis agradecer publicamente pela do clube para um evento beneficente. “O clube abriu as portas para um evento no dia 25/11, recebendo 100 crianças carentes. Muitos nunca tiveram antes a oportunidade de entrar em um clube. 100 crianças. Agradeço em nome do Instituto de Educação”, disse.

O gerente de vendas Leonardo César Souza, que recebeu o certificado de sócio proprietário, contou que se associou ao CBH por convite de um amigo e depois trouxe toda a família: “Eu vejo hoje o clube como o principal espaço de lazer meu e da minha família.  Trouxe a minha mãe, a minha irmã e todas elas compraram cotas e isso acabou fazendo com que toda minha família estivesse aqui inserida no clube”. Leonardo disse ainda que vê a importância da titularidade da cota como uma forma de estar participando mais, conhecendo o funcionamento do clube e participando da parte administrativa, além do lazer.

Clique e confira fotos do encontro